O ex-ministro trabalhista esteve com os pré-candidatos da JS do estado que participarão do próximo pleito

A manhã de sábado (15) do presidente nacional do PDT começou em uma reunião com os jovens trabalhistas de São Paulo. Na sede estadual do partido, Carlos Lupi participou do “1º Seminário Candidaturas Jovens” da Juventude Socialista (JS), na capital paulista.

Ao lado de Antônio Neto, presidente municipal do PDT-SP, Lupi relembrou a trajetória trabalhista, iniciada em 1930, e foi incisivo: “É preciso conhecer a história para que a gente nunca esqueça pelo que e porque lutamos”. Em seguida, alertou os jovens presentes a respeito da responsabilidade que terão no próximo pleito eleitoral.

“Vocês vão concorrer a cargos municipais e precisam ter em mente que o município é a base da sociedade, de onde surgem as principais demandas do povo. E a luta trabalhista, desde Getúlio, é pelo povo, pelo mais humilde, pelo oprimido. É nesse sentido que deve seguir a juventude, levando esperança para a população que atualmente sofre na mão de um governo que luta exclusivamente pelo interesse do capital”, falou o presidente nacional do PDT.

Para Antônio Neto, as candidaturas oriundas da JS são uma oportunidade para a renovação da política municipal. “É hora de conquistar espaços, renovar a Câmara de Vereadores e levar adiante a luta por nossas bandeiras, pela inclusão e o empoderamento das minorias”, afirmou o presidente do PDT da cidade de São Paulo.

Os participantes assistiram a três palestras durante o Seminário: “Desafios de uma campanha jovem”; “As redes sociais em uma jovem candidatura”; e “O papel da juventude nas eleições”. A JS tem papel fundamental na renovação política do partido e do país. Nomes como o deputado federal André Figueiredo e o senador Weverton Rocha, por exemplo, foram lançados pelo Movimento jovem do PDT.